fbpx

Tecnologias e pesquisas desenvolvidas nas Faculdades Integradas Vianna Júnior são usadas para conscientizar comunidade sobre serviços públicos e aproximá-la da instituição pública. A iniciativa surgiu com a pesquisa de doutorado do Professor Tadeu Classe na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) e foi transformada em projeto de iniciação científica no Vianna. O aluno do 4° período de Sistemas para Internet, Daniel Lopes, e o ex-aluno de Análise e Desenvolvimento para Internet, Victor Almeida, junto com o professor, criaram jogos que, além de entreter, conscientizam a população sobre serviços públicos como o Prouni e retirada do cartão do SUS (Sistema Único de Saúde).

De acordo com o professor Tadeu Classe, quanto mais o cidadão entende sobre o serviço público, mais ele vai se sentir atraído por aquilo e vai conseguir opinar sobre melhorias. Na visão dele, é preciso primeiro entender por que o serviço é prestado da maneira que é, quais os desafios que as instituições prestadoras dos serviços estão enfrentando e como os recursos são geridos. “Você vai querer usar aquilo que você entende. É por isso que, muitas vezes, a sociedade diz que algum serviço público é burocrático, difícil, mas é porque geralmente não tem a paciência de ir ao site da organização que presta o serviço e buscar a Carta de Serviço ao Cidadão no Portal da Transparência e conhecer aquilo. Então eu trouxe essa ideia, que partiu do meu doutorado na UNIRIO junto também com o grupo de pesquisa de jogos LUDES (Laboratório de Ludologia, Engenharia e Simulação) da UFRJ”, afirma.

Segundo Tadeu, desde que a internet começou a se transformar no que é hoje, existe a visão de “democracia digital”, que defende o uso das tecnologias de informação à favor da sociedade. O conceito, basicamente, refere-se à interação entre sistema político e cidadãos, seja por meio da participação direta, seja pelo estímulo à realização de debates entre o governo e a população através da internet. “Temos projetos de conscientizar a população através da facilitação da interface gráfica da Carta de Serviço ao Cidadão e a minha pesquisa está dentro dessa vertente”.

Victor Almeida, aluno da iniciação científica que participou do desenvolvimento dos jogos, diz que o interesse pela pesquisa surgiu do seu gosto por jogos eletrônicos. “Os jogos evoluíram muito ao longo dos anos e deixaram de ser vistos apenas pelo viés do entretenimento. Hoje, eles auxiliam na construção do conhecimento”, comenta. Já o aluno Daniel Lopes, sempre quis fazer parte de um grupo de pesquisa. “Eu acho que é uma oportunidade que a gente tem no Vianna de aplicarmos nossa criatividade em um projeto e apresentar resultados. O aprendizado obtido é muito grande. É fascinante o que podemos fazer para facilitar a vida das pessoas”, defende ele.

Alunos do 3° ano do Ensino Médio do Colégio Vianna Júnior testaram o jogo

Do Vianna para a América Latina

Dentre os dias 1 e 5 de outubro, o professor Tadeu apresentou o trabalho na XLIV Conferência Latino-americana de Informática (CLEI 2018), na Universidade Prebisteriana Mackenzie, em São Paulo. A pesquisa apresentada foi uma versão em banner sobre o “The Prouni Game”.  Nas próximas semanas, o grupo ainda participa da Escola Regional de Sistemas de Informação do Rio de Janeiro, em Nova Friburgo, e do XVII Simpósio Brasileiro de Games e Entretenimento Digital (SBGames 2018), em Foz do Iguaçu.

Os jogos criados pelo professor e pelos alunos estão disponíveis para download na Play Store. Para acessar, basta clicar nas opções: Cartão SUS Adventure e The Prouni Game.