3 benefícios das Aulas de Música na grade curricular

Trabalhar o ensino tendo a música na grade curricular, possibilita o indivíduo no desenvolvimento da expressão, do equilíbrio, da auto-estima e do autoconhecimento, além de ser um poderoso meio de integração social.

A música está presente na vida das crianças constantemente. Partindo dessa interação, elas vão construindo uma comunicação sonora e ficam fascinados quando um adulto canta ou coloca melodias para ouvirem. Desde cedo, todos os objetos que emitem sons tornam-se interessantes e servem como tendência para que elas imitem o que ouvem.

Nossa escola, incentivando atividades lúdicas musicais, está contribuindo para o desenvolvimento da percepção e da atenção dos alunos. Através dessas atividades, eles aprenderão a identificar o que é barulho ou interferência desorganizada, além de ser uma ferramenta para auxiliar no desenvolvimento do universo que conjuga expressão de sentimentos, suas idéias, valores culturais e que auxilia a comunicação do indivíduo com o mundo exterior e interior.

Trouxemos três benefícios principais das aulas de música presentes em nossa grade curricular. Veja:

1- Desenvolve a concentração e a atenção: no cotidiano das aulas de música, os alunos precisam sempre ficar atentos às atividades propostas para que consigam conciliar a letra aos ritmos e aos instrumentos. Exercitando rotineiramente, eles desenvolvem sua concentração e atenção às atividades para além da rotina da aula. 

2- Estimula a memória e a criatividade: na aula de música, os estudantes têm a liberdade de desfrutar do momento, imaginando cada canção através das atividades e aprendendo as músicas que são trabalhadas. Dessa maneira, explorar o lado criativo e exercitar a memória, se torna algo fundamental. 

 3- Melhora as habilidades de comunicação e trabalho em equipe: aquela história de “banda de um homem só” aqui no Vianna não é a prioridade. Cada um com sua habilidade, os alunos trabalham durante a disciplina para se ajudarem e se completarem para um verdadeiro espetáculo. Assim, a comunicação interpessoal e o trabalho em equipe se tornam fatores predominantemente reais no cotidiano dos alunos.